Você sabia que pode usar sua formação no Brasil para atuar nos EUA?

 

Você sabia que você pode usar sua formação no Brasil para atuar nos EUA?

Sim é possível para Medicina e Odontologia.

 

É preciso entender que acadêmicos e profissionais de Medicina e Odontologia (assim como outras áreas da saúde) atuam com uma ciência de aplicação global. O Prof. Dr. Alex de Souza, Presidente do IAA costuma dizer: “Muito antes de Globalização se tornar uma palavra do nosso cotidiano, esta já era uma realidade para acadêmicos e profissionais das áreas da saúde. Afinal o corpo humano é o mesmo em qualquer lugar do globo, basta ao acadêmico ou profissional se preparar e ter conhecimento das regras necessárias para atuar em outros países”.

É uma constatação básica, porém muitas pessoas não se atentaram para este fato.

O que fazer para atuar nos EUA?

Aprovação na USMLE.

Para validar o diploma nos EUA você precisa ser aprovado na prova da USMLE (United States Medical Licensing Examination). A prova é composta por 3 fases (3 steps), são eles:

Step one – Avaliação das matérias do ciclo básico.

Esta fase pode ser realizado no Brasil.

Step two – Avaliação clínica teórica  (Clinical Knowledge)

Esta fase também pode ser realizado no Brasil.

Step three – Prova prática  (Clinical Skills)

Fase realizada nos EUA

A  USMLE é a mesma prova que os acadêmicos americanos prestam para concluir sua formação e esta prova é também utilizada para a classificação na residência médica.

Para maiores informações acesse: http://www.usmle.org/apply/

Invista em seu Currículo:

O ponto decisivo para a equivalência dos diplomas é a aprovação na prova USMLE, porém, um bom Currículo (incluindo atividades extra-médicas) irão contribuir ao seu favor no momento da avaliação.

Abaixo alguns itens importantes:

Cursos livres;

Doutorado e/ou Mestrado;

Inglês fluente (também avaliado na USMLE)

Experiências internacionais (viagens)

Trabalhos voluntários

Sua participação no AnatomyGPS além de proporcionar uma experiência anatômica que infelizmente não é possível ter-se no Brasil, pode ser um grande diferencial para obter a equivalência de diplomas.

A revisão anatômica com uma equipe de 10 professores de renome no cenário brasileiro e a dissecção em espécimes que conservam todas as características do corpo humano (cadáver fresco), no maior centro de simulação médica do mundo, certamente contribuirão para elevar seu desempenho nas provas. Vale ressaltar que trata-se do maior seminário de anatomia em cadáver fresco do mundo, ministrado e registrado no EUA com certificação internacional.

Deseja saber todos os detalhes do Seminário de Anatomia 2018?

Tire suas dúvidas sobre o investimento, documentações, programação e muito mais com o Consultor Anatomy GPS.

 

 

Posts Relacionados

Deixar um comentário